terça-feira, 26 de junho de 2007

Deliberações da Assembléia Unificada

Assim como nas assembléias de docentes e de estudantes, ocorridas ontem, a assembléia unificada das três categorias (professores, alunos e funcionários) realizada hoje, colocou em discussão o refluxo do movimento estadual e o entrave de alguns segmentos das três categorias em participar ou apoiar a greve. Seguindo o indicativo das assembléias de docentes e de estudantes, a plenária aprovou o voto em separado, por categorias, com relação à manutenção ou não da greve. Foi deliberado(a):

-Suspensão da greve de estudantes (312 favoráveis; 174 contrários e 34 abstenções);

-Suspensão da greve de funcionários (por contraste);

-Suspensão da greve de professores (por unanimidade);

-Criação de um Fórum de todos os campi da Unesp, a ser sediado em Bauru (data ainda será definida);

-Convocação de uma audiência pública com os três diretores das faculdades do campus de Bauru;

-Convocação de uma audiência pública com o reitor Marcos Macari em Bauru, para que ele discuta a nossa pauta de reivindicações;

-Realização de um flash-mob nas principais ruas de Bauru na terça-feira, dia 03 de julho;

-A reposição de aulas foi aceita por funcionários e professores;

-A data para volta às atividades normais: segunda-feira, dia 02 de julho.

O movimento sai da greve de forma organizada e unificada. O recuo foi necessário devido à conjuntura estadual, mas a luta contra os decretos e quaisquer mecanismos que tentem jogar a universidade pública na vala comum (assim como foi feito com o ensino básico e fundamental) continua!

81 comentários:

Laura disse...

"Ótimo".

Reposição das aulas = nada de férias em julho.

E quem é que sai ganhando com isso?!
Se alguem puder me responder eu agradeceria... pq eu sei que eu vou sair perdendo... perdendo os planos que eu tinha pra essas férias e o meu direito como estudante de um recesso no mês de julho.

Thiago disse...

Gostaria de falar que:

1º ao votarmos contra o fim da greve e vencermos, comemoramos, porem, como muito disse de engenheiros, não faltamos com a educação e respeito como na assembleia passada, onde "chamaram pro pau".

2º apesar de considerar contagem de votos por cabeça arcaica, fiz questao de participar desta vez.

3º optei por aula na segunda, pois quinta e sexta seria inviavel para quem mora fora, chegar na quinta e voltar na sexta pra casa??? muitas pessoas precisam voltar toda semana.

4º nao entendi ate agora a manifestação com os saquinhos d'agua, mas estava comico.

5º tive o prazer de fazer a contagem com uma pessoa que discuti com ela aqui no site, Leticia.

6º a rivalidade entre feb e faac esta sim num momento brutal, nao apenas por causa da greve, e sim por comentarios das proprias pessoas do movimento ao microfone.

7º A contagem era desnecessaria, pois estava claro que por contraste o fim da greve venceu, porem a professora que estava na mesa, e que nao foi em nenhum momento neutra como deveria ser pediu contagem pois ela que ainda poderia ganhar a continuidade.

Julia disse...

Até q enfim................demorou...

Thiago disse...

agora vamos ter aula ate 23 de dezembro, voltando dia 2 de janeiro....

dasdasd disse...

PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!
PARABENS ENGENHARIA!!!!

nathalia disse...

Alguem pode informar quando as aulas serão repostas????

Alberto disse...

Não Laura, reposição não significa nada de férias em julho. A congregação vai definir o novo calendário na próxima sexta-feira. Pode ser que a reposição de aulas fique para janeiro. Eu quero ter minhas aulas repostas, você não?

Pense um pouco sobre o que está acontecendo com a universidade. Possivelmente os professores terão seus salários atrasados ou não pagos integralmente no ano que vem. Quem você acha que sai prejudicado com isso? Nós alunos!

Claro que não saímos da greve com todas as nossas reivindicações atendidas, mas mostramos organização e disposição para continuar a luta em um momento mais propício. Sem greve, quem tem a ganhar é o Serra que quer privatizar a universidade pública. Aliás, tem um deputado que propôs a COBRANÇA DE MENSALIDADE nas universidades públicas. E isso que você quer?

Entre para o movimento, entenda o motivo da nossa luta. Estamos lutando por condições melhores de ensino para todos!

Maria Fernanda disse...

A assembleia me causou muitos questionamos, eu comigo mesma, rs! Parei pra pensar que realmente as pessoas tem coisas muito diferentes dentro da cabeça (se é que algumas tem algo la dentro). Fico me perguntando e gostaria de respostas. Aula, o que é aula pra cada um aqui?? Ir todo dia para o mesmo lugar, decorar uma formula, e so fazer isso da vida?? Mas sera que isso nao é o que uma maquina faz?? O que é ser maquina?? É algo que nao tem cerebro ou algo que tem e nao saber usa-lo?? Faculdade, um clubinho onde as pessoas se encontram todos os dias, ou onde as pessoas se encontram para enriquecer como SERES HUMANOS? E o que é ser VAGABUNDO (como muitos foram chamados aqui neste blog), é fazer greve por uma causa em prol de todos, lutar muitas vezes sozinhos por um bem coletivo, pela minoria, ou nao querer a greve mas ficar de ferias por mais uma semana??? Eu é que sou vagal??

Thiago disse...

Tenho quase a certeza que serão repostas em janeiro...ferrando com quem tem intercambio e/ou estagio de ferias....

Pensando no coletivo como sempre a gente que se dane...

disse...

questão de ordem...

o que eram os saquinhos d'água?

ta bom q a questão do umbigo eu entendi... mas a água gotejando na
cabeça... tive alguma idéia...

mas infelizmente não tive a competência de entender akilo...

por favor alguém me ilucida...

Thiago disse...

Maria Ferndanda, vc ja tem amigos da engenharia? conversa com eles, pergunte a eles como é nosso curso, as aulas tem formulas? tem muitas, mas tem muito mais que isso...
é verdade que nao temos aulas de filosofia, portugues, etc, mas temos muita coisa pra nossa carreira, e na engenharia, não é possivel o entendimento de alguma coisa sem a aula, acho q pra vcs tb! é muito dificil achar alguem auto ditata na engenharia, nao conheço ninguem...

Thiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Fernanda disse...

Thiago, o que vc entende por aula?? é isso q eu me questiono, nao quero aulas em que o professor entra e faz a mesma coisa todo ano. Quero um pouco mais que isso, quero uma formaçao, nao um diploma. E acho q nao é todo mundo q pode gastar a ponto de ir pra casa, voltar para votar na assembleia, voltar pra casa, e voltar para ter aula somente na segunda. Acho que se o que a maioria quer é aula e gastar menos, o mais correto seria ja "correr atras do tempo perdido"( como vcs dizem), começando as tao desejadas aulas o mais breve possivel.

Denis disse...

Esses anti-greve tiram o corpo fora com o fim da greve sem culpa nenhuma , não assumem nada como nunca iram e tenho dito.

Se tivessem ajudado ao invés de ficar pedindo "aula por obséquio pois eu prefiro não saber de nada." mas se talvez tivessem ajudado mais ao invés de voltar pra casa, reclamar é facinho, mas ficou folgadão em casa!

Argumentos pra fim da greve há muitos, mas justificativa por falta de caracter, ficam cegos e aceitam aos decretos, lembrem-se, quem lutou saiu vitorioso com gosto de que estava lá, mas só perderam pq vcs, anti grevistas, estavam alheios a tudo, se acham que não me digam QUEM GARANTE?

Parabéns aos que lutaram pelos estudantes, desculpem-me sinceramente por não poder participar pois nao tenho flexibilidade no trabalho, mas ofender eu tbm sei e muito!

Thiago disse...

Maria Fernanda, eu entendo como aula o momento de aprendizado que preciso para ser o profissional que desejo, espero ser um otimo engenheiro, entao pra isso eu vou nas aulas, estudo. Pra mim aula é isso, o momento que vou a universidade para aprender.
Meus professores da engenharia estao ligado a todos os momentos nas novidades do mercado, pois estamos numa area que a cada dia algo novo aparece, se o seu nao faz isso é outro papo...

Thiago disse...

denis,
tiramos o corpo fora da greve sem culpa nenhuma pq nao participamos dela ué, nao tem outra explicação para esta sua duvida!

nao queriamos greve, agora que ela acabou otimo.

Gabriel disse...

Apenas sinto muito o fim da greve sem nenhuma conquista em relação às reinvindicações que vêem sido feitas...ou seja.. tudo isso para (quase) nada ?

Com a tendência "maria-vai-com-as-outras", devido ao fim da ocupação da reitoria da USP fica realmente difícil a manutenção da greve a partir desta semana. Parece que a nossa manifestação só "durou" enquanto a deles também.

Thiago disse...

Maria Fernanda,

quanto a volta as aula é com eu disse, uma coisa é vc saber que as aulas voltam segunda, outra é nem saber se vao voltar.
Ja estamos atrasado, e o reflexo vai ser em dezembro e janeiro onde muitos vao perder intercambios, estagios, etc, pois o numero de alunos na engenharai que fazem isso nesta epoca do ano é grande, eu por exemplo procuro estagiar na minhas ferias de fim de ano, pois sao quase 3 meses.

Bruno Espinoza disse...

"1º ao votarmos contra o fim da greve e vencermos, comemoramos, porem, como muito disse de engenheiros, não faltamos com a educação e respeito como na assembleia passada, onde "chamaram pro pau"."

Thiago,

A FEB não "chamou pro pau" (como vc disse e tal) pq a FAAC não se comportou como clubinho. Houve muita gente a favor da suspensão da greve, gente contra e muita abstenção entre a FAAC. Ou seja, não tinha um rótulo na testa "votei pela greve, sou da FAAC" pra vcs "chamarem pro pau"


"7º A contagem era desnecessaria, pois estava claro que por contraste o fim da greve venceu, porem a professora que estava na mesa, e que nao foi em nenhum momento neutra como deveria ser pediu contagem pois ela que ainda poderia ganhar a continuidade."


Não. A "professora que estava na mesa" se chama Áurea (é isso gente??) e, ontem, ela foi no início da assembléia estudantil dizer que os professores estavam com indicativo de retirada de greve e "recomendou" que os alunos acompanhassem a decisão, pro movimento sair unificado. Portanto, ela não queria "continuar" nada.




A greve acabou. É fato. Mas, a opção pela volta ás aulas na segunda é triste, infelizmente.


Olha que "engraçado":

--> Muita gente argumentava ainda ontem que era razoável que os estudantes acompanhassem a saída dos professores, pq uma greve estudantil seria impraticável, pois as ulas seriam dadas e a greve estudantil existiria apenas por "status" de greve.

--> e o que aconteceu?

--> Em assembléia saímos, todas as categorias, da greve. Tudo certo, ok. Saímos da greve, mas aula só na segunda. Ou seja, não temos o tal "status" de greve, mas nos comportamos como se estivéssemos em greve: sem aulas.


Ninguém questiona a saída da greve. O que se questiona é: A FEB, na sua mairoia, queria mesmo o fim da greve? A FEB queria mesmo aula? Pq terminar com a greve, nesta altura, se as aulas voltarão daqui há uma semana apenas?

Enquanto vota-se pelo fim da greve, a FEB vota por segunda-feira. Ou seja, obriga as três categorias a paralisia por uma semana, consumindo dinheiro público, enquanto garante uns dias de "férias".

Bruno Espinoza disse...

Para mim ficou claro, e sem querer agir com falta de respeito a outrem, que:

Se para o Movimento Unificado GREVE NÃO É FÉRIAS, tem gente moleque que conseguiu FÉRIAS SEM GREVE.

Guilherme disse...

-Toda vez a mesma coisa no final alunos grevistas dizendo que o fim da greve foi um "recuo". Como são inocentes.
-Alguém se lembra ou sabe que o Serra já foi líder estudantil?
-Grevistas, se vcs querem mudança no "sucatão" que é a faculdade da Unesp de Bauru, ouçam o que eu digo a solução é privatizar essa porcaria e mandar embora todo mundo. O decreto é só um pequeno passo, temos que acabar com a autonomia desses malandros. Pessoal, eu falo muito sério, estou há tempos na faculdade, vi outras greves e se isso desse certo, eu estaria disposto a parar um semestre inteiro só pra atenderem às reivindicações de todos.

Plínio disse...

Éh, vai aqui um breve comentário...

Antes de começar, quero dizer que fiquei chateado com a decisão de voltar apenas na segunda! Ao meu ver, isso não tem cabimento! E ainda tem gente que está preocupado com as reposições, o fim do ano, estágio, férias etc. Mas quando se pode prorrogar por mais um dia, tudo bem? Não sei, mas me parece um tanto incoerente!

Mas com o fim da greve fica a pergunta: E A AUTONOMIA?

Acho que cada um de nós, alunos, devemos ter a autonomia também de cobrar de nossos professores e funcionários que são pagos com o dinheiro público! Que tem muitos picaretas e pessoas com indisposição na Unesp, isso é fato! Portanto, precisamos garantir a autonomia da Unesp, enquanto instituição pública, e COBRAR os nossos professores e funcionários!

Porém, não devemos de deixar de fazer nossa parte também! Mas que é complicado você fazer a sua parte sendo que seu professor não te dá motivação é, pelo menos, duas vezes mais difícil!

Fica aqui o agradecimento a todos os professores que, de uma forma ou de outra, colaboram para a construção de um corpo discente mais instruído para que esses possam devolver a sociedade o dinheiro que é aplicado para a NOSSA educação!

Espero que todos nós possamos aprender algo com essa movimentação/mobilização/greve.
Aqueles que não aprenderam NADA com tudo isso, só posso dizer que vocês perderam e continuam perdendo bastante!

Eu sou muito grato por estar em uma instituição que me ensina tanto (e muitas coisas "fora" das salas de aulas).

Abraços

Thiago disse...

Denis,

acabou a greve....
a feb queria isso e conseguimos....
a professora pode ter o nome que quiser...
aula segunda para todos possam vim e nao ter q voltar depois ao fim de semana...
pra vc resta chorar o fim da greve...
consumir dinheiro publico? ahuahua hilario
e tivemos sim a educação que vcs nao tiveram...

Andressa disse...

eu também gostaria de ter aula Thiago, mas uma aula digna que me permita ser uma excelente profissional, mas não posso me preocupar apenas com isso, se o que está em jogo na minha opinião não é o meu congresso (q eu tenho marcado também, acabei de receber a confirmação hoje por sinal), mas sim algo muito maior, a eduação pública .
Porque hoje temos a universidade, temos a oportunidade de estar nela, porque estudamos pra isso, mas e o nosso respeito com milhares de estudantes que estão espalhados por ai e todas as pessoas que têm direito a um ensino público de qualidade. Que egoísmo é esse que tanto corrompe o ser humano?

Eu me questiono, até quando vamos continuar achando que estamos no mundo sozinhos? Enquanto as pessoas continuarem pensando em resolver apenas seus problemas os problemas de fato nunca serão resolvidos.

Andressa Borzilo

Contra A disse...

Ah, o alívio... acabou.

Bruno Espinoza disse...

"3º optei por aula na segunda, pois quinta e sexta seria inviavel para quem mora fora, chegar na quinta e voltar na sexta pra casa??? muitas pessoas precisam voltar toda semana."


Thiago,

Não se trata de "chegar na quinta e voltar na sexta". Isso é simplismo.

Tem turma de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção que tem aula aos sábados. Diversos cursos, vc sabe, são noturnos e tem aulas no sábado. Eu estou no último de Jornalismo - Diurno e tenho aulas aos sábados.

Ou seja, se vc pensou que seria "inviável", vc nao pensou nos outros não, vc deixou muita gente de fora do seu pensamento.

E, outra: com tantos cursos e turmas com aulas aos sábados, inclusive Engenharias, as "muitas pessoas que precisam voltar toda semana" dessas turmas devem fazer o que? mudar de curso para darem sentido ao seu raciocínio?


A opção por segunda tirou a máscara de muita gente!

Contra A disse...

nao entendi ate agora a manifestação com os saquinhos d'agua, mas estava comico.

Você não entende. Aprecia. É arte.
Pendurar sacos e móbiles nas árvores, tipo isso. Vocês são engenheiros, não captam a sensibilidade do manifesto.

... NOT !

a rivalidade entre feb e faac esta sim num momento brutal, nao apenas por causa da greve, e sim por comentarios das proprias pessoas do movimento ao microfone.

Oh, oh ! Eu disse isso. Antes de ocorrer. Mas não precisava ser a mãe dinah pra notar isso.

A contagem era desnecessaria, pois estava claro que por contraste o fim da greve venceu, porem a professora que estava na mesa, e que nao foi em nenhum momento neutra como deveria ser pediu contagem pois ela que ainda poderia ganhar a continuidade.

Averiguando a situação:

A cidadã em questão é esta:

Áurea de Carvalho Costa

faz parte do Lattes dela coisas como:

Extensão universitária em Educação Continuada Cuba a Experiência Socialista

E é a mesma que, assembléia passada, fez questão de discursar para apenas um lado do auditório, apenas para "a patota".

E, fez um discurso apoiando a greve.

Informações de alunos que a mesma possui uma inclinação clara ao socialismo.

Se alguém daqui conhecer a professora Áurea, que se manifeste, a favor ou contra. As informações que tenho desta pessoa não são nada boas.

Independente da manifestação ou não, está claro que ela era a favor da continuidade da greve. Voto vencido na assembléia dos professores. A atitude dela, da contagem obrigatória, deve manifestar uma sensação de derrota amarga.

Eu sei, eu sei, as conquistas, e bla bla bla... Peguem seus centavos e comprem suas mansões.

Mateus do Amaral disse...

Paz e bem!

Nós todos temos o direito de não concordar com o que foi o movimento até aqui; temos, agora, de enfrentar os reflexos imediatos da greve (reposição das aulas, por ex., ou a possível perda de um intercâmbio); cada um de nós tem, enfim, uma posição nessa mobilização, autônomos que somos para pensar e responsáveis que somos por nossas vidas (carreiras, para alguns de nós). No entanto, o estopim de todas as manifestações - os decretos - é fato para todos nós; é ele o ponto que determina efetivamente essa nossa posição na mobilização. Pois, num âmbito geral, há os que concordam ou não com os decretos; há os que concordam ou não com a política educacional praticada no Estado, de um modo geral. É preciso, por questões óbvias, respeitar todas as opiniões. Se nos esquecemos da verdadeira questão e direcionamos a discussão para os personagens (os estudantes mobilizados, no nosso caso) ou para os meios de questionamento (as assembléias, a greve, o movimento em geral), o que estamos fazendo senão prejudicar o debate em torno da questão e jogar contra a autonomia dos colegas que, eventualmente, pensam diferentemente de nós? Essa discussão é feita nas assembléias, que são o lugar para se fazer o debate, para se expressar e para se decidir por uma atitude. Diante dessa questão, e diante do fato de que a mobilização (e a greve) é legítima e representativa perante a lei, como todos sabemos, temos que bem refletir o nosso papel em toda a situação. Se não participamos do debate, há o espaço para se fazer isso. Se participamos, temos de nos preocupar com aqueles que, cada qual por seus motivos, não participam, e fazer do movimento algo sempre aberto aos que pensam diferente. Se foi deliberado pela greve, temos de, infelizmente, enfrentar as conseqüências imediatas, mas sem criticar os mobilizados. Todos temos nossas preocupações, e elas são todas válidas; não acho que devemos, no entanto, sobrepor essas nossas preocupações à questão principal. Esse movimento (e essa greve) pode não trazer tantas melhorias imediatas e pontuais (que todos queremos), mas levou aos meios de comunicação e à sociedade a questão do papel da universidade pública na nossa sociedade. Ou será que estou exagerando? Nesse contexto, a história da rivalidade entre as faculdades só interessa aos que não querem o debate, não querem um questionamento frente ao que está errado. Ainda assim, que todos tenhamos o direito de falar!

Um grande abraço a todos, em especial ao que não concordam com o movimento e ainda não puderam ver a maturidade e a responsabilidade daqueles que foram chamados "vagabundos" e "baderneiros".

Paz e bem!

Leticia disse...

Ao Thiago....

Tbm achei desnecessaria a contagem de votos, pois o contraste foi claro. Mas foi bom pelo menos há numeros para confirmar a votação.
E esse modelo pode ate ser "arcaico" mas como ainda não há um modelo melhor, temos que nos virar com o que temos.

Acho que vc nao prestou atenção as falas da professora na mesa, pois todas as falas dela foi favoraveis ao termino da greve.

Ou coisa, eu acho muitooooo engraçado os alunos baterem o pé para o final da greve e depois votarem para a aula voltar na segunda feira. O que é isso?? FERIASSSS???? Pois pra mim é o que parece, afinal vcs furaram greve sem TODOS os alunos e agora pensam neles??? Incoerente.

Tbm não lembro de ninguem do microfone ofender ngm, seja a favor ou contra. O que eu lembro foi a plenária nao sabendo se comportar nas falas.

Espero que VOCÊS nao sumam agora, pois muitos afirmaram que greve não leva a nada e que há outras formas de manifestação. Quero só ver quantos aparecerão!!!

Outra coisa, não subestime a capacidade intelectual das pessoas, quanto as performaces. se vc não consegue entende-las...

E ah, não lembro de ter discutido com vc!! Quando foi isso??

Acho que era só.
Espero que vc nao suma das discussões.
E ahhh, pare um pouco de atacar o Fabio, a greve não aconteceu por causa dele. Se ele tem uma opinião diferente da sua, RESPEITE-O.

OBS: Cola aqui em casa qualquer dia!! hehe, vem com a Ma. =)

Abraço.

E ah, as mobilizações continuam.

Contra A disse...

agora vamos ter aula ate 23 de dezembro, voltando dia 2 de janeiro....

Façamos uma lista do "comando de greve". Alunos que participaram da mesma. E afixemos no mural da cantina.

Claro que não saímos da greve com todas as nossas reivindicações atendidas, mas mostramos organização e disposição para continuar a luta em um momento mais propício.

Bah. Onde lê-se "não saimos com todas as nossas reivindicações atendidas", leia-se "pelado, pelado, nú com a mão no bolso".
Mas, teve o flashmob. E vai ter outro. Gosto do nome... fléchimôbe.

Ir todo dia para o mesmo lugar, decorar uma formula, e so fazer isso da vida?? Mas sera que isso nao é o que uma maquina faz??

Estereótipo ridículo de o que um engenheiro faz. Provavelmente ele construiu muitas partes do computador que você está usando. E boa parte de tudo que você têm.
Alguém da FEB pode querer perguntar... O que é aula pra alguém da FAAC... ir todo dia pra não fazer nada, pintar paredes com coisas esquisitas, encher o saco, fumar um e fazer greve ?
Não é legal ser estereotipado, não?
Pense nisso.

E o que é ser VAGABUNDO (como muitos foram chamados aqui neste blog), é fazer greve por uma causa em prol de todos, lutar muitas vezes sozinhos por um bem coletivo, pela minoria, ou nao querer a greve mas ficar de ferias por mais uma semana???

A mocinha raivosa, já parou pra pensar, que tem gente que mora a 500km de distância de Bauru, e precisa de um tempo para saber que a greve acabou, arrumar malas, comprar passagem e organizar a vida?

Esse pensamento tem um nome. Egoísmo. Aquele mesmo pensamento que vocês continuamente quiseram nos empurrar "Vocês não pensam nos outros, a greve é por todos, e bla bla bla...", e, na hora que perderam, saem como maus perdedores.

Saiba que esta atitude foi a única coisa sensata que foi feita a respeito desta greve.

E mostra o verdadeiro lado de vocês: O lado "o resto que se foda, o importante é rosetar".

e na engenharia, não é possivel o entendimento de alguma coisa sem a aula, acho q pra vcs tb!

FAAC? Nah... aprende-se por osmose.
E falo sério.

Esses anti-greve tiram o corpo fora com o fim da greve sem culpa nenhuma , não assumem nada como nunca iram e tenho dito.

Eu assumo. Fui contra sempre. E acabou mais cedo do que eu pensava.

Se tivessem ajudado ao invés de ficar pedindo "aula por obséquio pois eu prefiro não saber de nada." mas se talvez tivessem ajudado mais ao invés de voltar pra casa, reclamar é facinho, mas ficou folgadão em casa!

É... vou até a unesp e ocupar um banheiro. Okupa y kaga.
Vocês arrumam confusão, quebram o vaso da mamãe, e depois quer que o irmãozinho venha e ajude a assumir a culpa?
E quem não compatuou com as idéias, com o modo de agir truculento, e com esse movimento "grevista profissional"?


quem lutou saiu vitorioso com gosto de que estava lá

Como eu disse, "lutar é o fim, não o meio". Pensamento medíocre este.

Com a tendência "maria-vai-com-as-outras", devido ao fim da ocupação da reitoria da USP fica realmente difícil a manutenção da greve a partir desta semana. Parece que a nossa manifestação só "durou" enquanto a deles também.

Acabou o propósito político. O PSOL perdeu. "Vocês não servem mais pra nada", diz a Heloísa Helena.
Uma faixa no fim da ocupação da USP diz tudo: "Fomos traídos não pelo serra nem pela reitoria, e sim pelo PSOL".

Ah, mas o nosso movimento é apartidário, e bla bla bla...
Nem precisava ter partido. Greve pra estudante esquerdista é que nem bocejo.

A FEB não "chamou pro pau" (como vc disse e tal) pq a FAAC não se comportou como clubinho. Houve muita gente a favor da suspensão da greve, gente contra e muita abstenção entre a FAAC. Ou seja, não tinha um rótulo na testa "votei pela greve, sou da FAAC" pra vcs "chamarem pro pau"

Cagaço ? Chuta e sai correndo ?

Contra A disse...

Agora, o meu orgasmo, meu momento de "relaxa e goza"... AAAH, como eu esperei por isso...

Muita gente argumentava ainda ontem que era razoável que os estudantes acompanhassem a saída dos professores, pq uma greve estudantil seria impraticável, pois as ulas seriam dadas e a greve estudantil existiria apenas por "status" de greve.

Traduzindo: Nosso movimento é inválido, não serve pra nada, e só existe porque os professores estão em greve. Sem greve dos professores, não vai haver peito para continuá-la, porque haverá aula e as faltas contarão.

E todo o resto no qual eu insistí veementemente neste blog.

Não posso deixar de externar meu pesar (sim, PESAR), por ver TUDO que eu havia dito deste o começo se concretizar (fiquem a vontade para ler meus comentários anteriores, meus senhores).

O "movimento" NUNCA EXISTIU. Era um oportunismo de alguns estudantes, que, tal como Rubinho Barrichello, pegaram o vácuo da invasão da USP e da greve dos professores, pra "tentar sair no lucro". Conseguiu? NÃO. Porque não?

Porque todos olhavam isso como "NADA". Simplesmente "NADA". Aluno que entra em greve, quando não teria aula de qualquer maneira é um oportunista.

A greve tem força? O movimento tem força? NÃO. Mostra-se isso. Os mesmos cento e alguma coisa o tempo todo. Os grevistas. Os do clube da baderna.

Ganharam alguma coisa? NÃO. A única coisa garantida já havia sido indicada ANTES da greve.

Conseguiram preencher suas almas carentes de revolução? SIM !
As custas da nossa paciência?
SIM!

Nem sei porque perdí meu tempo discutindo, se sabia que isso iria acabar assim... Vai ver eu realmente quisesse que o movimento tivesse outros rumos, para que não acabasse assim...

Mas, TSC TSC... (como diz uma moça)... Não é que esta greve acabou como todas as outras? Poxa vida... porque ninguém percebeu isso antes?

Ai, ai... Enfim, acabou a baderna, voltam as aulas.

Os alienados estudarão, se formarão, arrumarão um emprego, enfim, viverão.

Os revolucionários passarão a planejar a próxima.

Ano que vem, ano de eleição, de volta todos aqui neste mesmo Bat canal, nesta mesma Bat hora, movidos pelo mesmo Bat PSOL e armando muitas bat confusões?

Tão previsíveis... tsc tsc...

Bel Infame disse...

A greve acabou e é uma pena porque não se conseguiu muita coisa apesar de muita gente ter se esforçado muito durante esse mês em que estivemos paralisados.

Mas agora o calendário é uma coisa que me preocupa muito, por um motivo pontualíssimo: eu, como pessoa, estudante e trabalhadora que sou, há três anos e meio não sei o que é passar mais do que quatro dias (feriados prolongados rox!) na minha própria cidade.

Finalmente eu consegui tirar férias do trabalho coincidentes com as da faculdade (começando exatamente juntas segundo o calendário original da FC), entretanto em virtude da greve talvez isso não aconteça.

Enfim, o que quero propôr aqui - e gostaria que os alunos da FC indicados pelo DACEL para a mesa da Congregação( que vai decidir o calendário) se manifestassem para sabermos quem são (eu não sei, alguém sabe?) - é que as férias programadas para o período entre 07/07 e 28/07 se mantenham e que tenhamos essa reposição no mês de agosto.

Isso pode parecer pontual demais para alguns, mas a vida não é feita (só) de abstrações, e conversando com outros colegas que trabalham, chego à conclusão de que essa é a vontade de muitos.

Maria Fernanda disse...

me sinto contemplada pelas palavras do Bruno... Sem mais.

Thiago disse...

Quer saber,

a freve acabou, o movimento nao conseguiu o que planejou, os estudantes aumentaram a rixa, vamos ter aulas nas ferias, o Serra fdp nao ta nem ai pra gente....

então, se eu sou contra a favor nao conta mais, se tinha blog ou nao tb...

o movimento teve seu lado positivo, os contra o movimento nao tiveram nada, apenas a fim da greve.

não tem mais o que falar...

bom retorno as aulas pra quem gosta de aula, pra quem nao gosta, e pra quem é do movimento e gosta disso que continuem com a batalha de vcs...

cansei disso tudo...

faac
feb
fc

no fim é tudo igual.

Thiago disse...

só uma coisa antes de sumir...

mas que raio era os saquinhos de agua????

a menina brincando com o umbigo, e o cara tapando o ouvido, o outro paradao, babando ate entendo...mas e o saquinho de agua????

disse...

Contabilizando os dias letivos parados e mais o "recesso" até segunda,
somam-se 27 dias letivos... é isso???

Alguém pode confirmar?

(to fazendo as contas aqui usando o calendário da minha faculdade, FEB, onde teríamos aulas até 07/07. E retorno do 2º sem. em 30/07).

E assim sendo, dia 09 de agosto terminaria o 1º semestre...

e o 2º semestre começaria qdo?

se começasse no dia 13 de agosto, as aulas poderiam encerrar em 23/12...

tem como alguém fazer as contas aí?

valeu brigadão!

Kelli disse...

O bruno disse tudo...
Mas eu pelo menos não desisto... vamos continuar na luta!!
Pq se for pra desistir eu prefiro desencanar de faculdade.. de formação e de tudo isso.. e vive sem contato com as pessoas... seus governos e o mundo pra fora do meu quarto!

Turollo disse...

e ae, Gabriel?
Se nossa manifestacao coincidentemente so' durou enquanto no resto do Estado ela tb durou, e' pq em Bauru existe um grupo de professores e estudantes de direita que se opuseram ferrenhamente 'a manifestacao do movimento estudantil.
Nao ha' como manter uma greve ate' um ponto de vitoria maxima com pessoas desviando as atencoes do comando de greve no sentido de faze-lo prestar mais atencao aos estudantes e professores fura-greve do que 'as reivindicacoes em si.

E' dificil defender um movimento que luta pela universidade quando dentro dela alguns grupos governistas (muitos inconscientemente) atuam em prol da desmobilizacao.
Mas a mobilizacao continua no Estado e em Bauru. Com greve ou sem greve.

Thiago disse...

Bem, soh um comentário a mais:

Fui contra as ideias do Fabio e acabei pegando pesado com ele.
E como foi aqui q comecei a pegar pesado,aqui escrevo entao...

mals ai FAbio, continuo contra as ideias d q greve resolve tudo, mas nao queria causar um discordia com vc...

é isso

demais continua o mesmo....

e eu irei sim a uma reuniao do movimento falar que ha outras formas de luta...alias vcs ja sabem qeu forma sao essas, apenas usam nas horas erradas...
como flash mob, caminhadas etc....

Ricardo Augustus disse...

"Não posso deixar de externar meu pesar (sim, PESAR), por ver TUDO que eu havia dito deste o começo se concretizar (fiquem a vontade para ler meus comentários anteriores, meus senhores)."

Claro, Contra a. Afinal, depois do anonimato, das conclusões televisivas e bloguísticas, sem ir ä assembléias, o que o astro pop da legalidade poderia inferir? "eu estava certo, não disse?..eu sou foda!!!" Espero que vc tenha um espelho para poder se parabenizar.



"Nem sei porque perdí meu tempo discutindo, se sabia que isso iria acabar assim... Vai ver eu realmente quisesse que o movimento tivesse outros rumos, para que não acabasse assim..."

Praticamente um diálogo de eu para eu.
Ué, vc perdeu tempo? tudo se concretizou, como vc disse. Vc teve toda razão. Né?


"Se alguém daqui conhecer a professora Áurea, que se manifeste, a favor ou contra. As informações que tenho desta pessoa não são nada boas."

A professora Áurea te assusta por causa do lattes dela? O que vai fazer? contar pro DIP? Se vc fosse äs assembléias teria escutado a Áurea falando pelo fim da greve. Mas, vc não foi, não escutou, aí fala, é, fala.... fala né?


"Os alienados estudarão, se formarão, arrumarão um emprego, enfim, viverão.

Os revolucionários passarão a planejar a próxima."

e o Contra a vai ficar triste porque agora a causa dele acabou: O anonimato digital.

Bruno Espinoza disse...

"Se alguém daqui conhecer a professora Áurea, que se manifeste, a favor ou contra. As informações que tenho desta pessoa não são nada boas.""

AtençÃo! AtençÃo!
..o que vc vai fazer..denunciá-la pro DIP?? Olha, eu se fosse vc nem passava perto..socialista? ihhh.. vai te assustar!


"Oh, oh ! Eu disse isso. Antes de ocorrer. Mas não precisava ser a mãe dinah pra notar isso."

ou

"Não posso deixar de externar meu pesar (sim, PESAR), por ver TUDO que eu havia dito deste o começo se concretizar (fiquem a vontade para ler meus comentários anteriores, meus senhores)."

Issoo. Maravilha! Agora, o astro pop anonimo, de enunciações bloguísticas e pretensões de novo Fernando Pessoa se atira num poço de diálogo "eu pra eu" pra dizer: eu sou demais!
Faça a placa: ~"EU SABIA, Galvão!" Mas esconde a cara pq vc é anônimo.


"Nem sei porque perdí meu tempo discutindo, se sabia que isso iria acabar assim..."

hmmmm...pq vc quis?


"Os alienados estudarão, se formarão, arrumarão um emprego, enfim, viverão.

Os revolucionários passarão a planejar a próxima."

e o Contra a vai ficar triste, pq não vai dar pra ser mais a Mãe Dinah virtual.

Luiz Augusto disse...

CONTRA A:

"O "movimento" NUNCA EXISTIU. Era um oportunismo de alguns estudantes, que, tal como Rubinho Barrichello, pegaram o vácuo da invasão da USP e da greve dos professores, pra "tentar sair no lucro". Conseguiu? NÃO. Porque não?"

Oportunismo é o que você está fazendo aqui. Assuma-se. Eu deixei nome, rg e cpf. Você sim é um belíssimo de um oportunista, que não tem coragem de dizer quem é. Por um acaso isso é medo devido aos impropérios que você despeja. Quem está no vácuo de alguma coisa é você, que, tão somente, sabe apontar as falhas (que VOCÊ julga que são falhas) e não auxilia em nada na discussão. Diálogo, contra a, subentende ouvir e ser ouvido, aprendendo com as palavras do outro. Você, no entanto, apenas, vem com argumentos de possível desmonte do que fazemos, o que para mim foi extremamente útil, posto que aprendi com as suas palavras que elas são realmente manipuláveis; você, indiscutivelmente, tem uma retórica convincente, pena que ela seja plana e superficial demais. Outra, quem está em busca de algum lucro em cima dos outros é você, uma vez que conseguiu a atenção de muitas pessoas neste espaço. E mais uma vez isso é uma pena, porque, isso só prova, que o implícito do seu discurso sempre se direciona ao seu ego, ou pelo menos, ao EU que você construiu em seus textos.
Por fim, meu caro, não fale nada daquilo que você não tem a mínima idéia. Você não me conhece, nem conhece a maior parte das pessoas que você tanto faz questão de diminuir. Todas as acusações que você nos fez na citação que eu copiei (engraçado né, isso é técnica de quem?) não possui o menor propósito.
Um conselho, decore menos as leis e vá conhecer gente, porque é gente que muda o mundo e não leis.

ass. Goiaba. Prefiro assim, porque você já sabe até meu CPF...

Celso disse...

Apenas respondendo algumas colocações do Thiago em seu primeiro post:

*nós que estávamos na mesa (Reinaldo, eu e Áurea) também vimos o contraste na votação dos alunos pelo fim da greve, mas achamos interessante que houvesse contagem para registrar os números, tanto para efeitos de registro quanto para que nenhum dos lados pudesse contestar a decisão; portanto, posso dizer com toda a certeza que a professora Áurea não achava que a continuidade da greve venceria;

*se você acha contagem por cabeça arcaica, gostaria então que você contatasse um técnico do TRE (melhor ainda se você for um) para conseguir urnas eletrônicas para as próximas assembléias, ou inventasse um outro método que fosse prático, rápido de apurar (ou preferia cédulas?) e sem custo;

*não conheço as pesquisas ou postura em sala de aula da professora Áurea, mas conheci-a como pessoa durante todos estes dias de movimento unificado, e pra mim é isso que importa.

*pelo que entendi, os artistas representavam a Universidade pública e os saquinhos eram um reflexo do sucateamento (casa com goteiras, manja?);

Bom, agora que a greve terminou, espero todos os estudantes da FEB qua passaram por aqui, sejam contrários ou favoráveis à greve, lá no DAFAE pra conversar comigo, com o Alexandre Hessel, o Luiz Augusto (Feio), a Bruna, o Edson (Bruce) e/ou outros freqüentadores do Diretório. E não precisa ser só sobre isso, pode ser pra qualquer coisa, desde criticar aquele professor FDP, comentar sobre aquela japonesinha gata de Mecânica, até sobre a goleada do Corinthians sobre a porcada domingo. E poxa vida, outros motivos pra ir no DAFAE não faltam, tem sinuca, tem refrigerante, tem Folha de São Paulo, tem sofás, logo a Semana da Engenharia estará aí...

Resumindo, apareçam no DAFAE, vão nas reuniões, participem, dêem sua opinião por mais idiota que ela possa parecer (ou que realmente seja).

Abraços a todos, e nos vemos lá.

Celso "Dinamite" Silvério de Freitas
Segundo Secretário do DAFAE
Membro do Comando de Mobilizações Unificado

Rê Doria disse...

Não contava com vossa astúcia...!

Fiquei triste por não terem mantido a greve... Meu, tanto tempo pra quase nada ou nada, na minha opinião. Dá a impressão de que só porque as greves do estado cessaram, todo o movimento aqui esfriou e se desarticulou.
Sinto como se todo esse tempo tivesse sido perdido... Não participei em nada dessa greve, porque não concordo com a forma que foi proposta e feita. Sério mesmo, por mim, tinha que quebrar logo o protocolo... Fora isso, acho muito difícil mudar alguma coisa se ficar só dentro da universidade... Acho que esse tipo de movimento tem que atingir a sociedade... sair desse círculo de rixinhas internas...
Queria só ver se parassem tudo: vestibular e o escambau.

No fim das contas, os professores ganharam seu aumento pífio... e a gente se f*!

Tatiana Aoki disse...

que vergonha, que vergonha, que vergonha eu tenho de estar na mesma faculdade de quem vota por um feriadinho antes de voltar às aulas!

Já estudou para a P2? Agora quer aula né? Que horror. Tenho vergonha mesmo.

Loreta disse...

Concordo em parte c/ a Rê Doria. A minha impressão é q, só pq a USP saiu da greve, a Unesp sai tbm. Caramba, q USP raramente pensa em nós, e nós temos q ir na onda deles?
A única coisa q "ganhamos" é q vimos q podemos fazer um movimento organizado, como mtas pessoas destacaram. Porém, como eu disse em um outro post, os professores nos abandonaram. Tá certo q os alunos, na maioria, decidiram pela volta às aulas, mas me sinto enrolada pelos professores. Eles se venderam por umas porcaria de aumento. É só oferecer um real a mais q eles abandonam a greve e esquecem q o motivo principal dela era (ou deveria ter sido) a luta pela AUTONOMIA universitária.
Pois é... os professores são bem espertinhos, e a gente ainda acredita neles...

Turollo disse...

Oi Loreta,
tá havendo algum engano entre o pessoal que diz que os professores conseguiram o aumento salarial e pularam fora da greve.
Os professores entraram na greve com o mesmo aumento salarial que saíram (3,37%). Eles na real pediram 3,15% e mais 200 fixos, que beneficiariam principalmente os funcionários que ganham pouco. Mas os reitores prometeram desde o início, temendo um movimento grande que se somaria à questão dos decretos, 3,37%. Logo, na questão salarial, eles não avançaram em nada com a greve. Nem conseguiram os 200 fixos.
Eles aderiram ao movimento, no Estado todo, por conta dos decretos e da briga pela Universidade. Foi por isso que apenas uma minoria dos professores assumiu essa briga como sua.
A Adusp saiu pq aceitou a manobra do decreto declaratório como uma vitória do movimento (o que de certa forma foi, mas não como a gente queria). Os professores de Bauru tiveram que abandonar o barco pq a base da categoria não se envolveu com a causa da universidade e dos decretos. Logo, 15 professores sensibilizados não poderiam manter uma greve.
Então, Loreta, só pra esclarecer essa questão: professores não entraram em greve esse ano por salário. Foi por isso que muitos nem se mexeram e desmobilizaram todo o resto. Porque a briga não era pelo bolso. E a briga pela UNiversidade é uma coisa que realmente não sensibiliza a maioria dessa categoria responsável pela nossa formação.
Infelizmente.
Espero ter ajudado a esclarecer essa questão dos professores.

Ligia disse...

A greve acabou...
e ontem (dia da assembleia)fiquei, confesso, arrasada. Primeiro porque não pude ir, segundo pelo fim da greve sem que nada se convertesse da possibilidade ao efetivo.
Me senti derrotada....mas depois devido a alguns esclerecimentos, debates e reflexões me convenci de que embora nossas pautas não tenham sido atendidas, a vitória desse movimento foi nós mesmos. A reorganização, conscientização e o envolvimento com as atividades de greve chamou muita gente (dentre as quais me incluo)pra discussão, pro combate, embate...debate.
Nesse sentido ganhamos e muito, é um primeiro passo; leio alguns comentários e noto um certo derrotismo...NÃO!Não vamos deixar esse espaço morrer, o blog é tão importante para as discussões todos os dias aqui acontecem mini gds!, participemos das paralizações pontuais, divulguemos o movimento, rádio e panfletagem um mural fixo na facul quem sabe...pra esclarecer mais ainda nossas bandeiras, lutar pelo fórum...ou seja permanecer em estado LATENTE.

Vinicius disse...

Soh queria saber quando começam as ferias de julho?? uhsuahushuas

Laura disse...

Eu tenho a mesma duvida do Vinicius!!
No fim, vai ter férias em julho ou não?!
Assim como alguém disse aqui que conseguiu tirar as férias do trabalho pra "bater" com as da faculdade, eu estava com uma viagem marcada (e já paga) pro dia 7 de julho! E ai, como é que eu fico?!

Polly disse...

Gente, eu tb naõ entendi nada... o q a gente ganhou com essa paralização?
Se na ultima assembleia estavam todos descontentes com decretos (mesmo depois das mudanças), sem salarios dignos, sem moradia, RU, laboratorios de bio, piscina de educa, salas de papelão de DI, Arqui e Artes... e agora de uma hora pra outra tudo muda??

Enfim... tenho utra pergunta: e o papo de que em julho não se pode ter aula durante um determinado periodo? (tipo 15 dias) nós vamos ter aula por duas semanas e voltar de férias? Bizarro...

Polly disse...

Compartilho do mesmo sentimento da Aoki...

Gustavo disse...

"e o papo de que em julho não se pode ter aula durante um determinado periodo?"

Isso é mentira...

Thiago disse...

De ordem da Diretoria da Faculdade de Engenharia, conforme decisão de
reunião com os Coordenadores de Curso da Unidade em 26/6/2007, e a fim
de adequação do calendário escolar, informamos que as aulas RETORNARÃO
em 27/6/2007 e seguirão até o término do cumprimento dos dias letivos
(100) com previsão para 30/7/2007.


ou seja, engenharia tem aula a partir de hoje...

Bruno Espinoza disse...

"De ordem da Diretoria da Faculdade de Engenharia, conforme decisão de
reunião com os Coordenadores de Curso da Unidade em 26/6/2007, e a fim
de adequação do calendário escolar, informamos que as aulas RETORNARÃO
em 27/6/2007 e seguirão até o término do cumprimento dos dias letivos
(100) com previsão para 30/7/2007."



Então, a Diretoria da Engenharia vai desrespeitar a data deliberada? Engraçado, medonho até.

Uma galera da FEB vai à Assembléia. Uma galera da FEB vota pelo fim da greve. Isso, sem dizer, que uma galera da FEB ficava no telefone sem-fio dos e-mails, "pô cara, greve é coisa de quem não quer aula, saca?".

Daí, pra encerrar o conto, a greve acaba. Mas, a FEB quer folga, isso mesmo, uma galera de novo vota pelo dia 2.

Saldo final: Quem não quer aula? Quem?

Saldo final 2: Graças a manobrinha moleque da galera "louca por aula" da FEB, GREVE NÃO É FÉRIAS, mas há FÉRIAS SEM GREVE. Enquanto escolhem uma micareta para a semana festiva, seus professores fazem (indevidamente, é claro!) o que os alunos deveriam ter feito: a volta as aulas já. Mas, não, os "alunos da FEB querem aula", e bla bla bla...

Falo de uma galera, não de toda a FEB, é claro. Quem foi na assembléia sabe, viu que o último ato da greve foi o "tiro no pé e a noite dos desmascarados".

Mais em http://malabaresgenericos.blogspot.com


Sim, Tati, vergonha, vergonha, vergonha! Com uma pitada de palhaçada! Quem disse que a FEB não manja de arte circense? Hein? hein?

GABRIEL RUIZ disse...

Viu pessoas, sobretudo os contras da vida...

Vamos discutir e entender os decretos?

GABRIEL RUIZ disse...

Contra a,

realmente para quem não participou de nada, consequentemente nada teve de ganhos. Fácil assim.

Com todo este movimento pûde desacomodar frente ao que está sendo feito pelo governo tucano. Pûde observar o crescimento e a elucidação de várias pessoas que estavam desinformadas sobre o assunto. Pûde ver o reitor da universidade assinar documento com a prefeitura de SP para não processar nenhum grevista, seja de que categoria ele for.

Outra coisa. Alguns pouquíssimos professores foram a frente da plenária assumir o compromisso de fazer reposição de aula com qualidade, seja lá o que eles entenderem por isso. Entretanto, não vi alguns furas greve e anti grevistas, como a professora Rosa Maria, por lá para estipular isso em respeito à categoria estudantil.

Por isso, peço atenção de todos os alunos a partir da próxima semana. Será imprescindível as "denúncias" de vcs, acerca de professores pilantras que não farão reposições devidamente. Quem sentir que está "coxa" deve entrar em contato com os representantes de sala. Vamos apertar esses charlatões!

obrigado!

GABRIEL RUIZ disse...

Renacha,

muito bons seus apontamentos. Mas... o que vc fez pra mudar ao menos um pouco isso tudo que vc colocou?

Lud R. disse...

Meu nome é Ludmilla e eu faço parte do DACEL. Irei para a reunião da Congregação tentar resolver o problema d calendário nesta sexta. Em seguida ou escrevo aqui as informações, ou passo para alguém.

gazaga disse...

quem do dafae vai la?????
engenheiros sempre se fodem...........cade o dafae agora???????????

PARABENS ENGENHEIROS PELO FIM DA GREVE.....ANO QUE VEM LUTAMOS DE NOVO CONTRA A BANDERNA!!

Contra A disse...

Bem diferente "estamos sem aula porque decidimos que as aulas começam na segunda e precisamos dar um tempo para quem mora longe se preparar para voltar" do que "estamos sem aula porque uma meia dúzia de anarquistas chatos não estão querendo que nós tenhamos aula, tudo em prol do que eles acreditam ser o certo".

Vocês já perderam a greve, já perderam a compostura, o senso de ridículo, não percam a dignidade.
Parem de dar murro em ponta de faca.

Sugiro que façamos as considerações finais, porque, hoje é quarta, na segunda o blog morre.

Contra A disse...

Claro, Contra a. Afinal, depois do anonimato, das conclusões televisivas e bloguísticas, sem ir ä assembléias, o que o astro pop da legalidade poderia inferir? "eu estava certo, não disse?..eu sou foda!!!" Espero que vc tenha um espelho para poder se parabenizar.

Muita gente que foi naquela assembléia já leu algum comentário meu aqui. Se achasse prudente, poderia ter dito algo como "tal cara no blog disse que...".

Acha que eu imaginava que algum anarcouniversitário iria ouvir algo que eu estou falando? Eu falo chinês pra vocês. Sou reacionário, sou direitista, sou aquilo contra o que vocês lutam. Nunca foi contra os decretos, contra a falta de RU, nada... SEMPRE foi contra o sistema.

Eu disse, o tempo todo, que o que eu dizia não era pra vocês. Vocês jamais ouviriam nada. Mas, fiz questão de responder as insistentes perguntas de "se não for com greve, que jeito nós faremos isso?".

Eu dei minha opinião. Pelo menos UM grevista deve ter lido. Não passou na assembléia porque não quis.

Ou vocês me queriam lá para me vaiar, rebater com discursos sentimentalistas e chorosos do emosocialismo? Eu passo. É minha idéia ou a mim que queriam lá?

Ué, vc perdeu tempo? tudo se concretizou, como vc disse. Vc teve toda razão. Né?

Exatamente. Obrigado. Ironia de pró-greve eu interpreto como elogio.

A professora Áurea te assusta por causa do lattes dela? O que vai fazer?

Pelo Lattes dela? Em hipótese alguma. É um bom currículo, até.
Ela seria uma estrela em Cuba.

Me assusta o fato de termos no corpo docente pessoas parciais, que, discursam para um lado só do teatro. Isso talvez seja irrelevante, mas...

Pense comigo. Se ela faz isso no guilhermão, porque não poderia fazer isso em uma sala de aula?

Aluno? Vá lá. A postura apaixonada pela revolução, eu até entendo. É como sarampo, é coisa de quando somos jovens.

Agora, Professor? E não falo sobre o discurso em sí, estava no tempo dela e ela tinha o direito de fazê-lo. Ao menos que ela tenha um torcicolo que não a deixe girar o pescoço, ai eu retiro tudo o que disse.

Se vc fosse äs assembléias teria escutado a Áurea falando pelo fim da greve. Mas, vc não foi, não escutou, aí fala, é, fala.... fala né?

Assembléia as duas da tarde = pessoas que tem emprego trabalhando.
Já disse isso mil vezes. Você trabalha?

E ela discursou pela manutenção da greve em uma das assembléias, a penúltima antes da morte cerebral do movimento.

e o Contra a vai ficar triste porque agora a causa dele acabou: O anonimato digital.

A minha causa era defender o direito de ficar anônimo?
A de vocês, concluo, era defender o direito de "não ficar anônimo".
Interprete como quiser. Não é um saco de água, mas, enfim...

Contra A disse...

o que vc vai fazer..denunciá-la pro DIP?? Olha, eu se fosse vc nem passava perto..socialista? ihhh.. vai te assustar!

Você e o camarada acima, combinaram?
Estavam juntos? No mesmo local? A pergunta é muito parecida... Conexões misteriosas me assustam.

Não, não vou denunciá-la pro DIP. Não é crime nem falta discursar para um dos lados da platéia.
Só uma falta de respeito enorme com o outro lado. Desprezível, em um professor.

Issoo. Maravilha! Agora, o astro pop anonimo, de enunciações bloguísticas e pretensões de novo Fernando Pessoa se atira num poço de diálogo "eu pra eu" pra dizer: eu sou demais!

Não posso me vangloriar um pouquinho? "Não, não, não a repressão !"

Em algumas partes do texto, estou tripudiando sim. Não para me vangloriar, mas, pra tirar algum sarrinho. Me desculpem. Sério.

Mas, fala ai... dói saber que eu disse coisas que acabaram acontecendo, não? rsrsrsrs...

hmmmm...pq vc quis?

Certa resposta!

Porque vocês fizeram a greve? Porque quiseram.
Porque a greve acabou?
Porque vocês não quiseram.

e o Contra a vai ficar triste, pq não vai dar pra ser mais a Mãe Dinah virtual.

Também. Mas, entre um prozac e outro, eu vou de primeira opção.
Vais na segunda?

Contra A disse...

Oportunismo é o que você está fazendo aqui. Assuma-se. Eu deixei nome, rg e cpf.

E alguém pediu seus dados pessoais?
Vocês precisam saber quem eu sou para poder se vingar.
Eu estou atacando a greve e os pensamentos de vocês, e não vocês.
Se quiserem postar o cpf e o rg da greve... Ah, esquecí, a greve é ilegal, não tem certidão de nascimento.

Por um acaso isso é medo devido aos impropérios que você despeja. Quem está no vácuo de alguma coisa é você, que, tão somente, sabe apontar as falhas (que VOCÊ julga que são falhas) e não auxilia em nada na discussão.

Não. Medo de apanhar mesmo. Acho vocês violentos. Já me disseram que me falta sexo e esportes. E que lei não precisa ser respeitada. Vai que algum decide que preciso de porrada?

Apontar as falhas de vocês (ou as não falhas), se vocês fossem um pouco espertos, ajudaria sim.
Se ninguém do movimento tem autocrítica, eu ajudo.

Se vocês fossem uma equipe do O Aprendiz do Roberto Justus, estariam todos demitidos pela greve.

Diálogo, contra a, subentende ouvir e ser ouvido, aprendendo com as palavras do outro. Você, no entanto, apenas, vem com argumentos de possível desmonte do que fazemos, o que para mim foi extremamente útil, posto que aprendi com as suas palavras que elas são realmente manipuláveis;

Talvez vocês nunca tenham percebido, mas eu sempre ouví vocês. Não concordei com quase nenhum posicionamento, mas sempre ouví.

O "desmonte", foi, única e exclusivamente, pasmem, porque eu NÃO CONCORDAVA com a greve. Vocês leram o decreto declaratório do Serra? Leram... Ele convenceu vocês? Não... O que fizeram este tempo todo? Tentaram derrubá-lo.

Estão me acusando de fazer exatamente o que vocês estão fazendo? (ou tentaram fazer)...

você, indiscutivelmente, tem uma retórica convincente, pena que ela seja plana e superficial demais.

Esqueceu de dizer "metódica demais". Eu sempre digo que a retórica de vocês é sentimentalista e um clichê monumental, pode dizer que eu sou metódico e uso as leis a meu favor. Mas, não a considero superficial. Creio que vocês que não souberam cavar.

Outra, quem está em busca de algum lucro em cima dos outros é você, uma vez que conseguiu a atenção de muitas pessoas neste espaço.

Verdade. Minha intenção sempre foi vender canecas e camisetas com meu nome estampado. Não que eu possa ganhar algo com isso, já que não revelo meu nome...
Faça me um favor. Acha que eu perdí tempo digitando este monte de coisas apenas para ficar rindo sozinho em casa? (não que eu não ria, mas, só as vezes).

Não me subestime, porque eu não os subestimo.

E mais uma vez isso é uma pena, porque, isso só prova, que o implícito do seu discurso sempre se direciona ao seu ego, ou pelo menos, ao EU que você construiu em seus textos.

E o de vocês atira pra "tudo quanto é lado". Isso é pessoal, e você sabe disso. Está me atacando.

Por fim, meu caro, não fale nada daquilo que você não tem a mínima idéia. Você não me conhece, nem conhece a maior parte das pessoas que você tanto faz questão de diminuir. Todas as acusações que você nos fez na citação que eu copiei (engraçado né, isso é técnica de quem?) não possui o menor propósito.

Ha, ha. Você também não me conhece.
Nem poderia.

Não diminuo vocês. Diminuo as idéias de vocês. Se eu pudesse fazer quimioterapia, radioterapia e cirurgia nas idéias de vocês eu faria. Mas, são de vocês, não minhas.

Um conselho, decore menos as leis e vá conhecer gente, porque é gente que muda o mundo e não leis.

Me julga como se eu fosse um alienado. Eu não julgo você como se fosse um rebelde sem causa. Tá. Eu julgo. Mas não saio dizendo isso por aí. Tá, eu saio. Mas não é de propósito.

Contra A disse...

e você acha contagem por cabeça arcaica, gostaria então que você contatasse um técnico do TRE (melhor ainda se você for um) para conseguir urnas eletrônicas para as próximas assembléias, ou inventasse um outro método que fosse prático, rápido de apurar (ou preferia cédulas?) e sem custo;

-Pessoal, vamos votar a greve.
Por favor, quem for a favor, retire-se do ginásio, e fique apenas os que forem contra.

Vocês nem precisariam contar. Poderiam dar um papel de uma cor qualquer para cada um. Haveriam 1000 pedacinhos em um jarro, e, contaria-se os que sobraram depois. Ou não. Poderiam contar quem estivesse no ginásio mesmo.

É arcaico? É. Mas, é menos passível a confusão do que o de vocês.

não conheço as pesquisas ou postura em sala de aula da professora Áurea, mas conheci-a como pessoa durante todos estes dias de movimento unificado, e pra mim é isso que importa.


Pra mim, o que importa é a postura dela na sala de aula. Ela é professora. Ela enquanto pessoa que discursa para um lado só é questionável. Como professora, não sei. As informações que tenho não são boas, mas, não julgo ninguém por comentários, sem chances de defesa. Formulo hipóteses, apenas. Longe da verdade, claro.

Contra A disse...

Com todo este movimento pûde desacomodar frente ao que está sendo feito pelo governo tucano. Pûde observar o crescimento e a elucidação de várias pessoas que estavam desinformadas sobre o assunto. Pûde ver o reitor da universidade assinar documento com a prefeitura de SP para não processar nenhum grevista, seja de que categoria ele for.

1- Vocês realmente precisavam dificultar a vida de pessoas como a Laura, que agora perde as férias e a viagem já paga, só para tentar fazer que as pessoas enxerguem o que vocês querem?

Certo ou não, não discuto. Mas, duvido que muitos de vocês tenham se ferrado como a Laura se ferrou.
Pimenta nos olhos dos outros...

E mais: O reitor não vai punir ninguém porque ninguém fez nada.
No máximo, encheram o saco de meia dúzia de motoristas na Duque de Caxias. As intenções eram terríveis, mas, não foram levadas a frente. Ainda bem.

Vocês paralizaram as aulas enquanto não haveria aula. Voltaram quando as aulas começariam. É como soltar flatulências quando o caminhão passa. Eles iriam punir vocês pelo que?

Por isso, peço atenção de todos os alunos a partir da próxima semana. Será imprescindível as "denúncias" de vcs, acerca de professores pilantras que não farão reposições devidamente. Quem sentir que está "coxa" deve entrar em contato com os representantes de sala. Vamos apertar esses charlatões!


Você sabe que isso é subjetivo demais, interpretativo demais, para ser levado a prática. Não dá para classificar se um professor está levando algo "nas coxas" ou não, sem que isso seja absolutamente evidente.

Sem idealismos: Eles farão como bem entendem. E vocês sabem disso.

Celso disse...

-Pessoal, vamos votar a greve.
Por favor, quem for a favor, retire-se do ginásio, e fique apenas os que forem contra.

Vocês nem precisariam contar. Poderiam dar um papel de uma cor qualquer para cada um. Haveriam 1000 pedacinhos em um jarro, e, contaria-se os que sobraram depois. Ou não. Poderiam contar quem estivesse no ginásio mesmo.

É arcaico? É. Mas, é menos passível a confusão do que o de vocês.


Discordo do primeiro método pois este geraria um deslocamento muito maior de pessoas, portanto um transtorno maior na assembléia. Na contagem tradicional deslocam-se apenas os contadores.

E discordo do segundo método pois seria um baita desperdício de papel e de identificação nos mesmos (carimbo, rubrica, ou o que seja) para coibir fraudes. Não há gastos na contagem comum.

Kelli disse...

Polly
Continuamos descontentes com tudo isso... algumas coisas conseguimos sim!!
A greve só não continua porque não conseguimos mais manter uma greve com tanta gente furando a greve ou tentando atrapalhar seja qual a for a maneira...
Mas uma coisa eu te garanto... não é porque a greve acabou que todo mundo desistiu de tudo!!

GABRIEL RUIZ disse...

Contra a,

Bem melhor pra vc, deixemos isso bem claro. E o blogue morre pra vc segunda, porque estarei frequentando-o, pois pra mim, só está começando a longa jornada deste. E eu também não penso que ninguém perdeu compostura nenhuma. estávamos acompanhando a discussão de perto. Tentando fazer com que mais pessoas pudessem enxergar os absurdos cometidos, os decretos atropelando a assembléia legislativa, a ditadura em Araraquara (lá não podem colar cartazes, nem se reunir na faculdade, nem fazer GDs.

Enquanto isso na sala de Justiça no interior de SP, o Serra disse sobre a ocupação de Rio Claro, "nada a declarar". Muito bom governador, obrigado por sua resposta colaboradora.

Mas agora, senhor virtual, que quer ser lembrado na assembléia, "Contra a ???" acabou a greve. Já pode ir embora na segunda, como colocou, porque isso aqui já está virando discussão pessoal e a idéia não é essa, como foi postado no primeiro texto.
E, ademais, vamos celebrar!

um abraço

GABRIEL RUIZ disse...

Deus, abençoe esta criatura virtual. è o que resta.

Contra A disse...

Discordo do primeiro método pois este geraria um deslocamento muito maior de pessoas, portanto um transtorno maior na assembléia. Na contagem tradicional deslocam-se apenas os contadores.

Ok. O deslocamento de uma pessoa para fora do estádio, para propósitos de contagem, deve cansá-los. Talvez causar ataque cardíaco. E, duraria o que, caso o guilhermão estivesse cheio... coisa de... dez minutos.

Mas, o seu método é melhor, ele nem deixa margem a confusões e interpretações errôneas... como pessoas de pé por outro motivo, ou encostadas na parede.

E discordo do segundo método pois seria um baita desperdício de papel e de identificação nos mesmos (carimbo, rubrica, ou o que seja) para coibir fraudes. Não há gastos na contagem comum.

É. Um baita desperdício. Uma hora desperdiçada pegando folhas impressas usadas, e um gasto enorme, de uns dez reais, com tinta para carimbo e assinatura.

Nada disso vale, claro. Porque contar do jeito mais raiz, mais remetente as assembléias comunistas da revolução russa, é sempre mais interessante.

Não há gastos, mas não há confiabilidade. Sorte de vocês que não houve votação apertada, pois, se houvesse, haveria uma enorme confusão.

A greve só não continua porque não conseguimos mais manter uma greve com tanta gente furando a greve ou tentando atrapalhar seja qual a for a maneira...

Um amigo meu também não conseguiu manter seu casamento, porque a secretária dele insistia em seduzí-lo, insistentemente. Ela o provocava sempre com suas roupas.

Um dia a mulher dele descobriu, e ele protesta até hoje porque ela pediu o divórcio. "Fica difícil manter um casamento se a minha mulher não entende que eu sou homem e não tenho inclinações monogâmicas", ele diz.

Ou talvez um

-Fica difícil eu te chutar porque você não fica parado.
-Mas, eu não quero que você me chute!
-Sim, mas é para o seu bem. E pelo bem do país.
-Não me importa, não quero que me chute!
-Fica difícil assim. Não vou te chutar. Mas, que fique claro que eu não estou te chutando porque a sua irritante vontade de se mexer enquanto eu preparo o chute está me prejudicando.

Contra A disse...

E o blogue morre pra vc segunda, porque estarei frequentando-o, pois pra mim, só está começando a longa jornada deste.

Apostas? O blog vai minguar, minguar, minguar... até que vocês mesmos esquecerão dele. Você é idealista, e nem um pouco realista.

Aliás, se não fossemos eu e algumas outras boas almas, os comentários daqui estariam sendo "oi, apóio o blog, abaixo o serra", e fim.

Tentando fazer com que mais pessoas pudessem enxergar os absurdos cometidos, os decretos atropelando a assembléia legislativa, a ditadura em Araraquara (lá não podem colar cartazes, nem se reunir na faculdade, nem fazer GDs.

Na truculência? "estes alienados não aprendem nada na boa, vamos chutar o balde"?

Vocês presumem que, quem não pensa como vocês, é porque ainda não ouviu vocês. Se ouvir, vai concordar. Logo, protestos invasivos são ótimos. Vocês não são uma minoria de pensamento radical e uma incrível pretensão de que suas idéias são melhores que as dos outros todos que não as apóiam. Imagine.

Enquanto isso na sala de Justiça no interior de SP, o Serra disse sobre a ocupação de Rio Claro, "nada a declarar". Muito bom governador, obrigado por sua resposta colaboradora.

Ele é governador, não reitor. Ele não tem nada a ver com o assunto. Mesmo.
Por que? Porque ele sabe que é só um bando de comunistas de shopping, que daqui a pouco enjoam e param.

Já pode ir embora na segunda, como colocou, porque isso aqui já está virando discussão pessoal e a idéia não é essa, como foi postado no primeiro texto.

Qual é a idéia, afinal?
Boa parte dos integrantes que escrevem aqui fazem jornalismo.
Não são muitos os de DI, Arquitetura, Artes..

Manipulação de informação? O mesmo que fez que a faac tentasse usar este blog como fonte de informação oficial da greve, quando ele nunca passou de um blog parcial?

Fico aqui até ter certeza de que esse blog não vai aprontar mais nenhuma. A greve só não acabou antes, porque um monte de gente lia isso aqui e achava que o "movimento" ia de vento em popa e que não deveria voltar pra cá e votar contra, porque "todos estavam a favor".

Assembléia seguinte a aparecerem opiniões contra aqui, votação apertada. Uma semana depois, fim da greve.

Vai saber o que vocês estão aprontando para se vingar? Melhor ficar esperto.

gazaga disse...

E VIVA A ENGENHARIA.....PARABENS ENGENHEIROS...VEJOS VOCES RALANDO NA BIBLIOTECA !!!
( SERA QUE A FAAC SABE ONDE FICA A BIBLIOTECA??? ELA SE LOCALIZA ATRAS DO BOSQUE, ONDE VOCES FICAM CONVERSANDO) PASSA LA NA BIBLIOTECA PRA TOMAR UM CAFE.....VENHAM PARTICIPAR CONOSCO DE GD'S DE CONTROLE LINEAR, MECANICA DOS FLUIDOS, CIRCUITOS ELETRICOS, CIRCUITOS DIGITAIS, ELETROMAGNETISMO.....
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH JA SEI DESSES GD'S VOCES NAO QUEREM PARTICIPAR NÉ???
FAAC...BOA FERIAS PRA VOCES, DIVIRTAM POR MIM LA OK!!!

AH E NAO ESQUEÇAM DE ENTREGAR O TRABALHO DE VOCES ATE O DIA 3 / 07 .....PRA VOCES PASSAREM DE TODAS AS "MATERIAS" QUE VOCES TEM!!!
BOAS FERIAS...DICA: VAO A CAMPOS DO JORDAO.......LA AGORA EM JULHO ''E SENSACIONAL...DEIXEM A FACULDADE PRA NOS QUE QUEREMOS ESTUDAR ESSE MES DE JULHO EM PAZ.........OBRIGADO

Turollo disse...

Acho que algumas pessoas não sabem por aqui o que é um blog.
Blogs são parciais. Eles têm a cara e a opinião dos moderadores. De um indivíduo ou de um grupo de pessoas.
A idéia de blog nasceu como a idéia de um diário aberto.
Dá pra ser imparcial num diário?

GABRIEL RUIZ disse...

Bom, novamente "contra a???", digo que isso é a sua opinião. Como já disse antes, repito, a longa jornada deste blogue está apenas começando, pelo menos pra mim.

E eu não disse em nenhum momento que minhas idéias ou interpretações são melhores que as de ninguém. E também não acho ótimas atitudes invasivas, depende muito do caso. Em Araraquara, por exemplo, só conseguiram negociar com o reitor, desta maneira.
Como temos prestado atenção no tema (decretos), observado a longa política sucateadora da universidade pública, de mais de 12 anos (se estás de buenas, pode ficar como está, não há problema algum, de verdade; mas acredito, pelo que estudo e pelo que estou vendo aocntecer, que estão sendo contruídos atos e políticas sujas), sinto uma necessidade de, ao menos, tentar passar isso adiante.

E este foi uma das grandes conquistas desta greve, um número elevado de pessoas passou a considerar a causa e a participar da movimentação no Estado.

O governador não tem nada a ver com o assunto então?
Essas ações todas só aconteceram e explodiram graças aos motivos de sua política nas universidades do estado. Logo, acho no mínimo interessante que ele pudesse dizer algo. Até porque já foi presidente da maior entidade estudantil do Brasil.

Como colocou, vc tem todo o direito de achar o que quiser acerca do blogue. Se pra vc ele é parcial, simplesmente ignore-o, é o que faço com veículos que representam isso pra mim. Mas, pelo jeito, vc estará presente aqui, porque (falando por mim e não pelo blogue) ainda vamos aprontar mais coisas.

Votação apertada? Também discordo, foram mais de 120 votos de diferença. E não temos que nos vingar de ninguém, apenas agradecer aqueles que colaboraram de alguma forma, seja aparecendo virtualmente colocando comentários contrários para nos fazer refletir em algumas oportunidades ou conversando nos GDs, ou dando um gole de água nas passeatas, ou fazendo vídeo, representando o campus Bauru, ou discutindo ou emprestando um colchão...

valeu, abraço virtual

GABRIEL RUIZ disse...

Queima Jesus! (o gazaga).

gazaga disse...

jesus deixe ele vivo....preciso de idiotas no mundo para podermos explora-los!!!!
mantenha-o vivo!!!please

GABRIEL RUIZ disse...

Cá estamos, vivíssimos e pensando.

Marilia disse...

olá Contra "A", Eu conheço muito bem a Àurea, ela é minha orientadora de TCC, não tem nada de errado em ela ser marxista, qual o problema?? Vivemos em uma democracia!! A mesa pode se posicionar sim!1 E ela não queria continuidade da GREVE, ela deixou isso claro.~Cuidado para sair por aí acusando as pessoas sem Provas Você pode acabar com uma sindicância, não estou te ameaçando apenas te alertando. Pois eu já vi pessoas fazendo isso e se dando mal...
Se quaizer discutir venha pessoalmente falar comigo, sou do quarto ano de pedagogia e me chamo Marília martins villela, estudo à noite.

Kelli disse...

Contra a vc é desprezível... realmente digno de pena... fiko ateh curiosa pra ver sua kra... bom quem sabe um dia!!
O governador foi quem provocou tudo isso e ele tem sim que falar sobre o assunto na imprensa... aliás eh o minimo que ele poderia fazer...
A greve acabou a partir do momento que professores começaram a convocar alunos para a assémbleia simplesmente para votar contra e não para discutir idéias...
Esse blog sempre esteve aí como um blog do movimento estudantil da UNESP que fala sobre a greve... nunca se apresentou de maneira diferente.. por mais que vc insite em dizê-lo... se alguns o indicaram como veículo oficial para quem queria se informar sobre a gevre eh por que em primeiro lugar eh ele que tem o maior número de informações sobre a greve em bauru... e em segundo lugar pq tem o maior número de informações confiáveis...
Um blog é parcial, como não poderia deixar de ser, mas nunca faltou com a verdade como alguns veículos "oficiais" de informação fazem por aíi..
Ahh e pra fechar... alguém que acredita fielmente em tudo que vê na rede globo, na veja e nos meios de comunicação que aí estão... nem deveria ter a opinião sobre o assunto considerada... mas como estamos em uma democracia... fala cada um escreve o que ker... e infelizmente, ou não, le quem ker...
Não posso dizer que a sua presença aki me agrada... mas talvez suas opiniões, para não dizer piadas, serão sempre bem vindas, meu querido!
=**

GABRIEL RUIZ disse...

Quem cala consente. Já é.