sábado, 23 de junho de 2007

O movimento unificado

Unificar, em uma greve, significa encontrar os pontos comuns das categorias para construir um movimento que lute pelo interesse de todos.
O movimento se unificou em Bauru desde a deliberação oficial de greve por parte dos docentes. O comando de greve e as assembléias estão sendo organizadas por integrantes das três categorias.
Ao final da última assembléia, o Greve Não É Férias conversou com um integrante de cada categoria para perguntar qual é a importância do movimento unificado para seu segmento.

Nilma Renildes da Silva, professora do departamento de Psicologia: "Aqui na Unesp hoje, nós percebemos que a categoria docente não está organizada para a continuidade deste movimento. Mesmo assim, o movimento unificado é importante, pois quanto mais segmentos em prol de uma luta, mais força ele tem.

Fábio Teixeira, estudante de engenharia elétrica: "É importante que não só os alunos, mas também professores e funcionários entendam que a greve não é uma paralisação para bagunça ou para baderna, é o momento de sentarmos e discurtirmos nossos direitos para reivindicá-los perante as autoridades".

Reinaldo Cervatti Dutra, funcionário: "Nós servidores achamos que ainda não houve muita conquista. Na questão salarial houve avanços, mas não é consenso na categoria e ainda há a questão da LDO. Defendemos a continuação da greve, pois a luta ainda tem condições de conquistar mais pontos.

29 comentários:

Renata disse...

Primeiro:
concordo com o turollo..parem de moderar comentários..o blog fica mais dinâmico com críticas, mesmo que algumas estejam mais pra agressões do que realmente críticas.
Segundo:
qual a programação de segunda feira?

Gabriel Ruiz disse...

Sinceramente, não gostei das fontes, porque já sei o posicionamento deles todos. Podia ser com pessoas "desconhecidas".

micheleparins disse...

eh pessoal.
essa repressao é a pior que existe. todos do comando de greve tem seu direito de falar. eh direito deixar que respondam.

a moderaçao atrasa muito a comunicaçao.

avante companheiros!

Contra A disse...

É...

Façam o mesmo, perguntando para a professora que enfrentou os alunos na assembléia, com o cara de engenharia que votou contra a greve, e com representante dos funcionários que não seja este cidadão do sindicato.

As vezes a parcialidade desse blog me enoja. Como vocês ousam dizer que 'respeitam opiniões contrárias', se NUNCA agem de maneira imparcial?

E, será que nessa 'moderação', não andam sumindo alguns comentários contrários?

Acordem. Vocês estão agindo de maneira pior até que a rede Globo e o Estadão.

Pela volta dos comentários livres e 'não, não, não a repressão'.

Alberto disse...

Contra a,

Esse blog não é imparcial, ele tem uma posição muito bem definida: é a favor da greve, foi criado pelos estudantes grevistas. A matéria deste post foi sobre o posicionamento de QUEM ESTÁ PARTICIPANDO DO MOVIMENTO GREVISTA.

O blog é parcial e RESPEITA OPINIÕES CONTRÁRIAS SIM, senão não publicaríamos comentários contrários à greve, não é mesmo? Ou será que publicar comentários contrários à greve não é respeitar a opinião contrária?


E, será que nessa 'moderação', não andam sumindo alguns comentários contrários?


Para mim essa frase é que é típica de rede globo, de veja e de estadão. Você sabe muito bem o motivo da moderação dos comentários - há pessoas sendo difimadas por alguns anônimos - e isso, caro Contra A, você deve saber, é crime.

Priscila disse...

Galera, vocês não vão fazer a convocação para a assembléia (só dos estudantes) de segunda? Não foi isso que ficou decidido na reunião de quarta p/ quinta? Lembrando que segunda-feira faz 14 dias que não se conversa com a base. E que agora há na cidadem uitos estudantes contrários à greve, e esta é a chance de dar voz a eles. Como bem falou o Alberto, somos a favor da greve E respeitamos opiniões contrárias.

E, caso haja a convocação, esperemos ansiosamente pela presença do colega Contra a, já que as nossas assembléias acontecem às 18h, e ele reclamou (com razão) que as unificadas são às 14h.

micheleparins disse...

exatamente. por favor, não façam da assembleia um clubinho grevista. convoquem todos para que possamos debater as verdadeiras causas e objetivos da greve.

Lud R. disse...

Um movimento unificado pode ser mais forte sim. Mas devemos entender sua dinâmica. Quando se está em um movimento unificado, subtende-se que há reinvidicações comuns e apoio ás causas dos demais seguimentos. Mas isso não exclui a analise das reais condições dos demais para se prosseguir assim. Penso que devemos refletir melhor sobre nossas posturas em relação ao apoio que buscamos e que podemos oferecer.

Thiago disse...

FAbio

vc é uma vergonha pra engenhria....vc nao sabe nada do que esta falando...vaifazer arquitetura...seu traidor

Kelli disse...

Afff Thiago que papinhu eh esse de traidor...
Soh pq faz eng o kra n pode ser consciente do problemas da universidade?
Meu na boa... la na FAAc tem muita gente que pensa igual a vc... mto mais do que vc imagina! enqt na eng tbm tem mta gente consciente (sendo a favor ou contra a greve)... portanto vamu para com esse papinhu!

Thiago disse...

não é papinho é a pura verdade...procura este cara daqui 3 anos pra vcs verem se ele vai querer greve..se ele ainda estiver na faculdade é claro....

Kelli disse...

Oh que eu estou tentando te explicar aki... eh que não é questão de querer... ou vc acha que as pessoas que estão a favor da greve estão pq gostam de greve? Se algum dia alg me disser que tem outra alternativa tão eficaz quanto a greve e menos prejudicial vc pode ter ctza que eu nunca mais falo em greve na vida!

Emily disse...

senhor contra a!
o legalista não entende nada de crimes virtuais! tsc tsc.
é, jornalismo você não deve fazer.

micheleparins disse...

ai gente... nada a ver taxar fulano de faac, ciclano de engenharia. individualmente nao fazemos nada. de nada, sozinho, o fabio decide por greve ou nao.

todos tem o mesmo direito de manifestar acordo ou desacordo com o movimento de greve em assembleia. espero que todos realmente o façam.

fabiotfabi disse...

Olá Thiago!
“Ser uma vergonha para a Engenharia” é algo muito relativo. Vivemos em uma “democracia” , assim, tenho liberdade para expressar minhas idéias e pensamentos. Já que sou “uma vergonha”, participe da Assembléia Estudantil na segunda-feira. Mostre suas idéias. Mas fique tranquilo, se você não aparecer por lá, ou se não expor seus pensamentos, não entenderemos que você é um “covarde”, apenas respeitaremos seu direito de “permanecer calado”. Obrigado pelas críticas construtivas que você tem feito, elas são de extrema importância.

Galera do Blog, mais uma vez, parabéns pelo trabalho!

Marcos disse...

Uma sugestão que eu tenho para a moderação dos comentários.
Exigir que quem comente coloque seu nome, sobrenome, o curso e o ano que está. Assim, a pessoa responde socialmente e judicialmente pelo que está falando.

Marcos Andrade, 2o ano de Jornalismo

GABRIEL RUIZ disse...

"Contra a",

conversei com os moderadores do blogue sobre esse tema. Apenas os comentários que têm ofensas estão sendo excluídos. Conheço de perto as pessoas que fazem a moderação e te garanto, na maior sinceridade, que nenhum comentário "contra" está sendo suspenso. Seria ridículo da nossa parte agir dessa maneira. Até porque as opiniões contrárias também são bastante importantes e interessantes para todos que usam deste espaço para fomentar a discussão.

falou.

GABRIEL RUIZ disse...

Como assim traidor? Que absurdo, chega a ser ridículo.

Thiago disse...

fabio,

como uma menina disse ai, nao quero discutir nada pq ja tenho minha opiniao, apenas quero votar contra a continuidade e voltar a estudar, o que vc vai se arrepender um dia...

assembleia é pra discutir sobre a greve, e eu sou contra, logo nao tenho o que fazer la...

o que eu poderia discutir la é apenas sobre esta unificação teorica entre as faculdade, mas isso pode ser feito na assembleia unificada...

eu sou a fovar de se acabar com isso e cada faculdade ter autonomia pra fazer o que quiser...

DAFAE = serve pra nada, desculpe serve pra verder coca mais barata pra socio...

dafae nao faz reuniões com a gente e acha q ta fazendo o que a gente quer....

e vc fabio, tem toda liberdade pra fazer o que quiser...qdo vc tiver se fudendo nas materias, entra em greve e luta por nota pro seu professor...

Kelli disse...

Quem não quer discutir é porque sabe que está errado! Sabe que não tem argumentos...
Thiago: pq n leva esse tipo de discussões pra dentro do dafae, é seu direito sabia?
Só isso....

Contra A disse...

Quem não quer discutir é porque sabe que está errado! Sabe que não tem argumentos...

Nem sempre. As vezes não queremos discutir porque sabemos que só vai dar munição ao cangaceiro.

É sabido que esquerdistas sempre possuem uma saída pra tudo. Quando não dá na esfera jurídica, parte-se, não necessariamente nesta ordem, para o ufanismo e sentimentalismo barato.

Afinal, sempre tem alguém em quem se botar a culpa para vocês agirem assim. Nos reacionários, no governo, no Maluf, na Veja, no Bush, na Regina Merckel, no Sidney Magal...

Esquerdista nunca ouve nada que não seja mais radical ainda do que suas próprias posições. Qualquer um que fosse numa assembléia com qualquer tipo de proposta mais a direita do que a de vocês, seria vaiado. Se algum maluco aparecesse com alguns AK-47 usados e propusesse uma luta armada, alguns ficariam tentados.

E outra... chega, acabou. Já foram a beira do precipício ideológico, agora se joguem de uma vez.

Thiago disse...

Kelli

eu estou errado mesmo! onde ja se viu querer aula...que absurdo neh

Aula? isso é pra fracos

FAbio:

Pra que eu vou expor uma ideia que todos vao vaiar antes de entender?
Covarde? espere...

Thiago disse...

contra a

boa maluco

Bruno Espinoza disse...

Contra a,

o que vc acha do Thiago dizer que o Fabio "é uma vergonha para a eng."?

Vc pode falar sobre isso tb?

Giovanni disse...

Não são os esquerdistas que põe a culpa em meios de comunicação e pessoas. Muitos taxam sem conhecê-los, mas eu, como estudante de jornalismo, e discutindo sempre com colegas, de esquerda, centro e direita, observamos os posicionamentos, por exemplo, de diversos meios de comunicação, sejam eles televisivos, radiofônicos, impressos ou acessados via internet. Fazemos reflexões sobre como certas questões são abordadas, quais pessoas são entrevistadas, qual a linha editorial do veículo, entre outras coisas. E a mim está muito claro que algumas delas utilizam do seu aparato para transmitir informações que atendem aos seus interesses e tratem dos acontecimentos cotidianos conforme lhe seja conveniente. Não podemos levantar a bandeira da imparcialidade no jornalismo quando vemos que, justamente por atenderem a um grande público em todo o país, revistas, jornais, emissoras e portais informem fatos das movimentações estudantis, como é o nosso caso, utilizando-se de linhas editoriais e construção de texto e imagens que determinem qual é a sua opinião em relação a isso, na maioria das vezes, contrária à greves, ocupações, etc. Já tive a oportunidade de trabalhar em uma emissora de TV como estagiário, e a realidade que observei constata qual é a força que os meios midiáticos exercem sobre quem os assiste, ouve ou lê. E infelizmente, no Brasil, a dificuldade que a população tem em obter informações que não sejam veiculadas pela TV mais assistida e os jornais e revistas mais vendidos, mostra como esses meios são os formadores da opinião pública. Poucos desses 180 milhões de leitores, telespectadores e ouvintes conhecem outras publicações, lêem livros que não sejam os das listas de mais vendidos no último mês, procuram fazer uma comparação entre um meio de comunicação e outro, não tem uma consciência crítica, seja ela de direita ou esquerda, e são levados, aí sim, pelo seu extremo desconhecimento em relação aos fatos, ao contexto e à história, a concordarem e emitirem opiniões sem nenhuma fonte que não provenha desses grandes conglomerados da comunicação.

Por isso destacamos, desde o princípio dessa movimentação, a contra-informação, o desmonte e a desconstrução dos argumentos apresentados pela mídia que tem maior alcance junto à população.

Para os pessimistas de plantão, um simples blog, existente entre milhares, pode ser uma alternativa inviável e de pouca repercussão, mas, com esse trabalho simples, aos poucos, pode moldar novos projetos de desenvolvimento do debate, proporcionando discussão entre divergentes opiniões e dando um espaço realmente democrático à participação das pessoas do que um simples Boa Noite! reverberando pelos quatro cantos do país todos os dias às 9 da noite. Lembrando que uso das atribuições do alcance desta grande emissora para poder dizer o quanto ela representa como único meio de informação para grande parte da massa populacional, e não que ela é a única que não aprofunda a discussão acerca de qualquer tema abordado em suas matérias e reportagens. Isso vem virando uma regra nessa sociedade da velocidade, do momentâneo, do superficial e do supérfluo. E acontece em diversos ambientes, influenciando diretamente a construção da juventude em nosso país, cada vez mais alienada em relação à política, economia, cultura e sociedade, discussão sobre isso então, nem se fala, quando ao mesmo tempo não se recusa a continuar mantendo-se pautado pelo consumismo exacerbado, pelas mudanças de comportamento mundanas e pouco efetivas, sejam elas de caráter esquerdista, liberal ou reacionário, mas que não promovem em nenhum momento em aspectos político-sociais as verdadeiras revoluções que deveriam ser discutidas e, possivelmente, implantadas em um país.

Silvana disse...

Gente, terão duas propostas de calendário: 1) repor aulas em julho diretão... 2) ter aulas até dia 7 de julho, pára o semestre (pois tem professores que estarão em férias e os Diretores da faculdades não podem convocar estes docentes para dar aula em julho), e retorna em agosto!!! Estas propostas serão votadas em CPE (Comissão Permanente de Ensino) e depois, em Congregação... Enfim, acho que ajuda a esclarecer um pouco...

Contra A disse...

o que vc acha do Thiago dizer que o Fabio "é uma vergonha para a eng."?

Acho que é a opinião de uma pessoa. É dele, e eu defendo o direito dele dizer isso.

Pessoalmente? Acho generalista demais, dizer "é uma vergonha para a engenharia". Contudo, eu sei que o que o thiago quis dizer é "seus pensamentos são completamente destoantes do restante dos universitários de sua faculdade,e isso me causa estranheza e repulsa, bem como a maioria dos seus demais colegas".

Mas, eu relevo este comentário do Thiago da mesma maneira que não levo a ferro e a fogo quando alguém insinua que todos os políticos são corruptos e levianos, coisa que todos sabemos que não é verdade.

Embora o fato de o Thiago ter vergonha do Fábio não represente o sentimento da totalidade da engenharia, creio que represente bem o sentimento de boa parte dela.

Todavia, o próprio Fábio parece ter esclarecido isso por sí só... Porque a pergunta dirigida a mim?

E eu dirijo uma a você: Você acha que vale a pena, no caso do Fábio, se indispor com uma massa gigante de colegas, apenas pelos seus ideais durante uma greve, sabendo que ele ainda tem mais 3 anos de estudo pela frente, e as coisas ficarão complicadas pra ele depois?

E tomara que você dê uma resposta que fuja do padrão "vale tudo pela revolução".

Kelli disse...

Thiago,
Se vc esteve nas ultimas assembleias vc sabe que nós não vaiamos ng sem antes entender... por favor fale o quizer mas não inventa oka?
Aula todos keremos! Mas nós keremos aulas de verdade...

Bruno Espinoza disse...

"E eu dirijo uma a você: Você acha que vale a pena, no caso do Fábio, se indispor com uma massa gigante de colegas, apenas pelos seus ideais durante uma greve, sabendo que ele ainda tem mais 3 anos de estudo pela frente, e as coisas ficarão complicadas pra ele depois?"

Eu não entendo i que é se "indispor com os colegas" e, independente que o Fábio tenha 3 ou 1 ano pela frente, argumentar e expor o que pensa não deve ser motivo de "temor" pelo "estudo pela frente".

Acho que a atitude de apontar o dedo e dizer "olha lá, o trouxa que tá coma FAAC" é que não tem cabimento e que isso é se indispor com as causas da UNESP, em razão de picuinhas.

É isso.


Perguntei para vc pq acredito, sinceramente, que vc é um cara que contribui e contribui para os debates nesses dias. Só isso.

Vai na assembléia de hj?